Segurança da mãe e do bebê
A Perinatal preza pela segurança integral da mãe e do bebê durante sua estada na maternidade. Adotamos procedimentos rígidos para o transporte dos bebês e a checagem das informações da mãe e da criança.
Como é feita a checagem das informações no Centro Cirúrgico?
Ao chegar no Centro Cirúrgico, a paciente tem seu nome completo, o de seu médico e o número de seu prontuário checados pela enfermagem. Em seguida, verifica-se as folhas de protocolo do berçário e as duas pulseiras para identificação do recém-nascido contendo os seguintes dados: nome completo e número de prontuário de identificação da mãe

A Declaração de Nascido Vivo (DNV) e a caderneta de vacinação do bebê são enviados junto com a paciente para a sala de cirurgia ou pré-parto;
Como o bebê será encaminhado ao quarto?
O bebê será encaminhado ao quarto em um berço individual e somente as funcionárias do Berçário estão autorizadas a fazer este transporte. A checagem de segurança na entrega dos bebês às mães é feita em 4 etapas:

1. Antes de sair com do berçário para entregar o recém-nascido no quarto, a enfermeira faz a conferência do nome completo da mãe, que está na pulseira do bebê, com o cartão de identificação que está no berço;
2. Antes de entrar no quarto para realizar a entrega, é feita uma nova conferência da pulseira de identificação do bebê com o cartão de identificação que está na porta do quarto;
3. Ao entrar no quarto, a enfermeira saúda a família, se identifica e fala o nome e sobrenome da mãe do bebê, conforme a identificação que está na pulseira;
4. Por último, após confirmar que está no quarto certo, a enfermeira checa mais uma vez a pulseira de identificação do criança e a confere com a da mãe, utilizando o decodificador de código de barras.
O bebê poderá ficar com a mãe todo o tempo?
A Perinatal incentiva o alojamento conjunto e após a saída do berçário de admissão, o bebê pode ser atendido e todos os procedimentos, incluindo vacinação, ser realizados dentro do quarto. Assim sendo, o bebê poderá ficar o tempo que a mãe desejar no quarto, inclusive à noite. Qualquer dificuldade pode ser comunicada à enfermagem do berçário, 24 horas por dia.
Acompanhante tem livre acesso ao berçário?
Não. Para oferecer mais segurança aos bebês, o acesso a este setor é restrito aos funcionários e médicos.
Como proceder na ocasião da alta?
O pediatra prescreve a alta hospitalar, entretanto o bebê só será liberado depois que os pais assinarem a declaração de alta. A seguir os pais recebem os dados da alta do bebê e o cartão de alta. O cartão de alta deverá ser entregue na recepção para a saída do bebê. O bebê só terá a saída permitida mediante a apresentação deste cartão.
PREVENÇÃO DE INFECÇÃO DA FERIDA OPERATÓRIA
A infecção de ferida operatória ocupa a 3ª maior causa de todas as infecções relacionadas à assistência à saúde.

A Tricotomia (retirada de pelos), antes da cirurgia é um dos fatores de risco associados à infecção de ferida operatória.

Quando realizada de maneira incorreta, ou seja, com lâmina de barbear ou cera de depilação, pode ocasionar lesões de pele, inflamação, vermelhidão, aumento das bactérias no local e foliculite (inflamação da área de crescimento do pelo).
RECOMENDAÇÕES:
Não retire os pelos no prazo de 30 dias ANTES da sua cirurgia ou data provável do parto.

Quando necessário, os pelos podem ser aparados com tesoura no domicílio.

No ambiente hospitalar será realizado com tricótomo pelo profissional da saúde.

Em caso de dúvidas consulte seu médico.

A Perinatal entra em contato com todas as pacientes, 30 dias após a cirurgia, por meio de telefonema e/ou e-mail, para avaliação do período pós-operatório.